Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Terapia com Florais de Bach

Cada flor escolhida por Dr. Bach (médico que descobriu as essências)  tornou-se uma chave para trabalhar um processo de Transformação. Ela abre uma Porta para a Cura através de energias sutis que passam despercebidas por nós. Devido a minha busca incessante por novas técnicas de tratamento comecei a estudar os Florais de Bach com um certo ceticismo e curiosidade de como uma essência floral, diluída muitas vezes poderia ter algum efeito emocional em meus clientes. Na medida que fui estudando, analisando criticamente e fasendo uso das essências percebi uma alteração emocional em mim. Comecei a ficar mais tocada pelo tema, como se os florais absorvessem minha alma e me deixassem com a sensação de que estava ¨enfim em casa¨. Fiquei mais introspectiva, reservada e emocionada com o assunto. Após amplos estudos comecei a fazer a indicação das essências para meus clientes, ainda meio desconfiada de que realmente faria alguma alteração favorável. Percebi alterações sutis na forma de pen

O APEGO GERA SOFRIMENTO

Como pode o apego gerar sofrimento? Como posso viver se não me apegar as coisas? Corro o risco de ficar apático a vida pela falta de apego? O apego é uma forma de tentar manter as coisas como estão, mantê-las para si, querer que sejam eternas e que não sofram mutação.  Tarefa impossível e por ser impossível, gera sofrimento. Todas as coisas no mundo são impermanentes , isto quer dizer, tem dia e hora para acabar. Estão em constante mudança e seguem o fluxo natural de sua existência. Quando uma pessoa se apega a uma situação, a um evento em sua vida, ela passa a pensar, sentir e agir com foco nesta situação. A sensação que ela tem é que ela foi raptada por este algo. Seus pensamentos, ações, emoções giram em torno do fato ocorrido e ela não consegue se libertar. É muito fácil se apegar aos momentos, objetos, amores e a não querer que estes acabem. Queremos manter a felicidade, que ela não vá embora afinal, demorou tanto a chegar. É neste momento que aparece o Apego e o

A psicopedagogia na rotina da criança TDAH.

Imagem
Publicação na Revista VIVER Curitiba em Fevereiro de 2011, falando um pouco sobre o papel do psicopedagogo na rotina da criança TDAH e sobre o enfoque que pratico com meus pacientes. por Sandra Santos - Revista VIVER Curitiba Para a psicopedagoga e terapeuta holística, Ana Claudia de Lima Koscianski, o diagnóstico do TDAH pouco importa para o seu trabalho com o paciente. "Isso porque meu enfoque está nas dificuldades reais da criança e em como corrigir estas limitações. É comum muitas pessoas apresentarem diferentes tipos de distúrbios e limitações, mas isto não as impede de ter emprego, família e vida normal", ressalta. O que fazer para que esta criança encontre o caminho do sucesso nos estudos e em sua vida no geral é o trabalho do psicopedagogo, que também identifica se ela está precisando de maturidade emocional, desenvolvimento do intelecto, estímulo psicomotor, dentre outras necessidades. "A correção ou o encontro de saídas alternativas para eventuais limitaç

O príncipe infeliz

Era uma vez um príncipe que vivia em seu castelo cercado por muralhas e por obstáculos que o mantinham em absoluta segurança. Através de muitas batalhas, muito esforço e muito trabalho este príncipe enfim conquistou seu próprio castelo. La ele vivia com sua família  e executava todas as suas tarefas com muito esmero. Era um homem responsável, dedicado à família, trabalhava em suas obrigações de estado e com isto mantinha  financeiramente o castelo. Também era o organizador das atividades do castelo e da família e ainda, dava suporte emocional para todos que lá viviam. Como um príncipe legitimamente perfeccionista, assumia todas as atividades para que tudo fosse feito à sua maneira. Ignorava a possibilidade de delegar atividades a outros membros do castelo e com isso, sobrecarregava-se desnecessariamente. Também gostava de manter o controle sobre tudo o que ocorria com seus familiares e seus súditos. Inevitavelmente, sentia-se sempre cansado, sobrecarregado e muitas

Como você se relaciona com o dinheiro?

Todo mundo quer ter dinheiro! Muito, pouco ou o suficiente para se manter. Trabalhamos o mês todo, estudamos durante anos, investimos na aparência, para melhorar nossas chances de ter uma vida mais tranqüila financeiramente. Apesar de a grande maioria de nós afirmarmos abertamente que adoraríamos enriquecer, ter dinheiro a rodo, poucos conseguem concretizar este sonho. Outros querem apenas uma vida de conforto, sem grandes exageros, mas também não o concretizam. E tem aqueles que odeiam o dinheiro, que o acham desnecessário e que é uma fonte de corrupção moral. Enfim, não importa qual é seu estilo, seus sonhos e ambições. O que você precisa levar em conta é se possui as ferramentas internas para alcançá-lo. O que são as ferramentas internas? São nossos valores e crenças em relação ao dinheiro. Desde que nascemos observamos o uso do dinheiro nas relações sociais e familiares e aprendemos com as pessoas próximas a nos relacionar com o dinheiro nos espelhando na forma como elas o

Donzelas Raptadas

As donzelas raptadas estão vivendo sob a influência do arquétipo do * mito grego Perséfone . Na atualidade são aquelas moças que desconhecem suas forças, vontades e potenciais e se deixam levar pela opinião e desejo de seus parceiros. Literalmente "raptadas", pois, quando abrem os olhos, já é tarde demais. Elas não escolhem os namorados e maridos, são eles que as escolhem. Como tem dificuldade em dizer não, quando percebem já estão casadas. Estão passeando na vida a espera de que o mundo trabalhe por elas. Muitas mulheres permanecem donzelas por toda a vida e não se comprometem com o trabalho e/ou estudos. Em todas as áreas da sua vida, nada do que se propõe a fazer parece ser com o objetivo de concretizar.  Esperam sempre que alguém conduza as suas realizações.          Equiparam sua feminilidade com uma conduta dependente e passiva.   Não é consciente de si mesma, não se analisa, não examina seus motivos e é incapaz de expressar-se.   Se molda a projeção e imagem do

Irregularidades da Vida

Momentos de irregularidades geram em nossos corações muita angústia, ansiedade, nervosismo e impaciência. Nossa tendência é buscar uma vida segura, sem imprevistos, mistérios e riscos. Na qual possamos controlar o maior número de variáveis possíveis afim de sentir o prazer e a tranqüilidade de saber como nossa vida vai se desenrolar. Por isso, fazemos de tudo para adquirir e manter essa segurança. Queremos que as certezas, amizades, empregos, dinheiro, bens, amores, e por aí afora, sejam permanentes. Manipulamos, cultuamos e cuidamos para que permaneçam eternamente. Essa tentativa de eternizar, fixar, agarrar e regularizar a vida também gera muita angústia, ansiedade, nervosismo e impaciência. Ambos, os momentos de irregularidades bem como o esforço em controlá-las, nos proporcionam um grande desgaste de energia. Devemos e podemos sim sonhar e planejar o futuro. Manter metas na vida nos faz ter uma razão para levantar da cama pela manhã. Porém, se nos apegarmos ao resultado que queremo

O caminho das conquistas pessoais

Cada pessoa tem desejos, vontades e sonhos internos sobre seu trabalho, família, relacionamentos afetivos e como deseja ser como pessoa neste mundo. Mas quando se compara o sonho com a realidade, sente-se frustração em perceber que não realizou ou não é nem um terço do que sonhou em ser. Quando se sonha acordado parece que tudo é perfeito e fácil, mas na vida real tudo pode ser   difícil e cheio de obstáculos. Os obstáculos podem ser externos (que não dependem de você) e ou internos que   são colocados por você mesmo. Sem perceber, você agrega pequenas pedras em seu caminho e tudo vai ficando mais distante e impossível. Cada obstáculo interno que você agrega, tais como: pessimismo, medo, preguiça, comodismo, insegurança, falta de perseverança, etc... faz você tardar ou falhar em suas conquistas. É preciso sonhar, almejar e já que é um sonho não há necessidade de que você seja realista com as possibilidades reais. Você pode, deve e tem direito a sonhar grande. Se você son

O medo e a sociedade moderna

A sociedade atual vive hoje com medo. O medo diário é resultado de uma vida cheia de incertezas, riscos e das pressões sociais da vida moderna. Medo de perder o emprego, medo de elevador, medo do escuro, medo de tragédias, de assalto, da morte, do fracasso, da velhice, do descontrole, dos mistérios, etc. O medo paralisa, fragiliza e expõe as pessoas a tormentos internos que fazem com que seus sonhos não se concretizem. Na terapia com Florais de Bach existem flores que podem ajudar a pessoa a eliminar seus medos concretos ou abstratos de forma sutíl, mudando a vibração interna. Essas essências potencializam as virtudes opostas ao medo que são a coragem, tranquilidade, força interna e domínio das emoções e pensamentos. Se o medo anda fragilizando você, procure um terapeuta floral. Não fechemos os olhos, permitindo que o medo cresça e vença como diz a música abaixo: Canção do Medo Toquinho Medo, tenho medo, muito medo Se o desejo é forte de ver Minha vid

Ritalina ¨a droga da obediência¨

Como profissional da área da saúde fico alarmada com o aumento de crianças que estão utilizando hoje o remédio Ritalina. O Brasil hoje é o 2 país que mais utiliza este medicamento, perdendo somente para os Estados Unidos da América. Durante 9 anos o aumento do consumo foi de 940%. O que é um absurdo. O que podemos perceber é que a diversidade, as diferenças e as mudanças na forma de educação, de relacionamento e de cultura não estão sendo levadas em consideração pelos pais, escola e pela sociedade. As crianças de hoje não são comportamentalmente falando parecidas ou iguais as crianças de 20 ou 40 anos atrás. A família mudou, a sociedade mudou, as questões morais, sociais, religiosas e culturais mudaram. Porém a sociedade exige que as crianças se comportem e sejam como décadas atrás. Esta dificuldade de aceitação da diversidade e da diferença está transformando crianças sadias em crianças doentes. Quando uma criança está com dificuldade de aprender, dificuldade de se orga

Descobrindo-se através dos olhos - A Iridologia

Em todas as sociedades existe uma cultura que envolve os olhos, o olhar e tudo o que ele representa. Sua importância é relatada em versos, poesias, literatura, canções, etc. Os olhos podem revelar muita coisa sobre sua personalidade, sua natureza, suas limitações emocionais, seus traumas e como você se relaciona com o mundo. Através de uma análise da íris, é possível descrever a personalidade que você tende a desenvolver naturalmente e também sua missão na sociedade. Cada indivíduo possui uma característica comportamental que pode beneficiar o ambiente do qual participa como um todo. Ao descobrir-se através do que a iris lhe revela, você poderá entender e reconhecer em si suas qualidades e seus entraves. Perceber que eles já vieram com você e compreender que eles fazem parte da sua vivência. Ansiedade, medos, sentimento de inferioridade, agitação, depressão, necessidade de controle, perfeccionismo, egoísmo e orgulho podem estar registrados em seus olhos, bem como padrões de ha

O Caminho da Flores - Florais de Bach

Tão lindas, perfumadas e coloridas as flores enfeitam o mundo e simbolizam o amor. Mas, muitos não sabem que elas também podem contribuir para sua saúde mental e emocional. Os Florais de Bach tem o poder de fazer você vibrar em energias, pensamentos e sentimentos positivos, resgatando sua paz de espírito. Cada flor tem sua época de colheita e um processo especial que captura a energia que ela possui. Ao tomar estas gotinhas, você passa a se beneficiar com o que a natureza tem de mais lindo e delicado. Sem contra indicações e efeitos colaterais estas essências são a mola propulsora para se desvinciliar e transformar questões emocionais e mentais, tudo isto com a ajuda de um trabalho de autoconsciência. Pessoas com fobias, medos, compulsões, insônia, apatia, stress, tristeza, impaciência, irritação, baixa libido, intolerância, perfeccionismo, controladores, etc, se beneficiam com o uso das essências florais. Os florais podem ajudá-lo a resgatar sua coragem, segurança, âni

Terapia de metáforas (Clean language)

Desenvolvida pelo inglês David Grove a Terapia de Metáforas é um método de facilitação terapêutica individual que permite que o cliente tenha domínio dos símbolos internos ligados as suas experiências pessoais contribuindo para descoberta de novas maneiras de se perceber e de atuar no  mundo. Quando o cliente explora seu mundo interior, suas metáforas e seus símbolos internos é possível descobrir as relações existentes entre os seus comportamentos, e responder o porquê, onde, quando e com quem você estava no momento em que aprendeu um comportamento e o porquê o repete, mesmo sem desejá-lo. Expressões do tipo: " estou com um nó no estômago", "parece que estou carregando um mundo nas costas", "minha vida é um emaranhado só"," meu caminho é cheio de pedras", são diariamente expressadas verbalmente, porém, não são levadas em conta e são encaradas apenas como figuras de linguagem ou expressões culturais. Na verdade cada metáfora está relacionad

USO DO TARÔ PARA FINS TERAPÊUTICOS ATRAVÉS DA TÉCNICA FRANCESA: ¨REFERENCIAL DE NASCIMENTO¨

Imagem
R eferencial de Nascimento é uma técnica de autoconhecimento, transformação, desenvolvimento pessoal e terapia baseada em cálculos do seu dia, mês e ano de nascimento. O   Referencial de Nascimento apresenta várias cartas que lhe são confiadas no momento de sua natividade. O dia, mês e ano fornecem informações sobre sua personalidade, suas emoções, fraquezas e os obstáculos internos que você deverá transpor durante sua vida. As cartas de Tarô possuem uma simbologia arquetípica inconsciente profunda e representam através de seus desenhos e símbolos uma forma de cada pessoa assimilar seu próprio ser. Conforme o autor da técnica Georges Colleuil   “o Tarô não serve para ler o futuro, mas para construí-lo¨. É o uso do tarô sem qualquer conotação religiosa ou advinatória. Suas qualidades pessoais e sua estrutura interior são decodificadas através da simbologia das cartas servindo como um Referencial de quem você é, possibilitando sua percepção  e identificação com todo o seu potenc

Crianças brilhantes ou Crianças Monstros

Nossas crianças especiais, brilhantes, cheias de qualidades e encantamentos, elas existem? Eram ou são crianças que tem a missão de trazer esperança a humanidade e através de sua geração mudar os paradigmas da sociedade, rompendo os limites e os preconceitos humanos. Crianças cheias de compaixão, generosidade e com olhar ao bem estar comum e não ao seu próprio umbigo. O que aconteceu? Como essa essência, predestinada a uma missão maravilhosa se perdeu durante esses anos. Estrelas que brilhariam iluminando o caminho de todos, passaram a se auto iluminar. Hoje o que se vê na maioria são crianças voltadas aos seus desejos, as suas vontades, sem senso humanitário, onde impera o individualismo. Pequenos ¨monstrinhos¨  ditadores, que tem todas as suas vontades atendidas pelos pais. Pais que buscam entreter ininterruptamente seus filhos com jogos, presentes, tv e dvds., que não sabem desenvolver o senso de hierarquia dentro do lar, assumindo assim o papel de bobos da corte ao invés d